,

A responsabilidade de Samuel Mariano como influenciador, diante dos jovens cristãos

Por Lucas Tolle

Usar a música para louvar a Deus, ter a oportunidade de viajar por vários lugares constantemente parece ser uma “realização completa” na vida de qualquer cantor. É como se isso fosse o “sonho de consumo” de todo aquele que decidiu viver uma “vida artística”, dentro dos planos de Deus.

No entanto, para o cantor Samuel Mariano, ganhar notoriedade diante de um público e não usar isso para passar uma mensagem e incentivar o “ouvinte/admirador/seguidor/fã/intercessor” a seguir os seus exemplos, é na verdade uma perca do tempo. Uma vez que esta é uma rica oportunidade de não apenas transmitir algo às pessoas através de palavras e ações, mas também de “influenciá-las”.

Antes, quando as regras do futebol permitia, muitos dos jogadores aproveitavam suas notabilidades para transmitirem alguma mensagem, embutida em uma segunda camisa, por baixo da camisa oficial. Aliás, esta é uma chance de qualquer pessoa que assume a posição de influenciador e que toda a pessoa que adquire um público em sua volta deveria aproveitar.

O cantor, que na infância foi ensinado pelos pais a viver integralmente nos trabalhos da igreja sabe desta responsabilidade – e tem a ideia de influenciar a juventude cristã da nação brasileira a ganhar outras vidas para Jesus. E isso parece que vem surtindo efeito. Muitas pessoas, entre eles jovens têm deposto seus sentimentos.

Recentemente, o jovem mineiro de Diamantina/MG Luciano França, testemunhou dizendo que Samuel o influencia e que reconhecia o comprometimento do cantor diante da juventude.

“Saiba que tens responsabilidade muito grande sobre nós, jovens. Para mim você tornou-se um espelho de exemplo de alguém que eu quero me tornar, ou pelo menos tentar lutar todos os dias para ser cada vez mais cheio do Espírito Santo”, disse.

Ainda segundo França, os passos de Samuel deixam marcas para que os jovens possam trilhar por eles e afirma: “Essa é a responsabilidade que adquires por ser uma das pessoas mais parecidas com Jesus na terra”.

12002499_1632121457066270_6450509028234373010_o

Na visão do Samuel, nunca foi tão fácil colocar a juventude na rua em busca de outras vidas para o reino de Deus – e a liderança da igreja deveria estar atenta a isso. Também não se deve esperar para “receber ordens para ir”, afinal de contas, há uma ordenação de Deus pela sua palavra: ide. E se notar, há sempre alguém do lado, nesse momento, precisando ouvir uma mensagem de esperança. Ou seja, oportunidades não faltam.

Desde a infância, Samuel viveu uma vida de “fazer mais um”. Muito cedo, aos 15 anos, formava novos músicos que ingressavam nos orgãos de louvor das congregações adjacentes. Hoje, com o Projeto Quero Almas, o cantor leva voluntários ao sertão nordestino para aprender não apenas na teoria, mas na prática, afirmando que Jesus está às portas e fomos chamados para ir.

Luciano, que foi mencionado nesta matéria finaliza seu testemunho com uma frase que merece destaque: ”Há limites para ter, mas não há limites para ser! Avante”.

12029714_1632116130400136_6954453044048697122_o

 

Comentários

comentarios